22 de jan de 2012

5 motivos pelos quais você odeia as roupas do seu armário

Você abre seu armário e odeia grande parte do que está lá dentro? Sente necessidade de renovar todo o seu estoque de roupas o mais rápido possível? Então conheça cinco motivos que provavelmente te levaram a essa situação:


1. Você as comprou por impulso:



Se você é uma compradora compulsiva, então há chances de que você tenha feito péssimas escolhas ao longo da sua vida. Pode ter sido uma saia extravagante que você comprou no shopping ou uma peça vintage garimpada na internet, mas que você ainda não tem a menor ideia do que te levou a comprá-la. Ela está há séculos em seu armário se sentindo o patinho feio entre o resto das suas roupas. Você sabe por que a odeia? Na verdade, você nunca gostou dela. Para início de conversa, ela nem faz o seu estilo. Você a comprou sem ao menos pensar se ela combinaria com o restante de suas roupas e agora é impossível encontrar algo que você possa usar com ela. Compra por impulso é a pior coisa que você pode fazer com seu armário. Antes de ir ao shopping, dê uma boa olhada no que você já tem e avalie seu estilo. Isso deve te ajudar a descobrir se você está precisando de determinada roupa. Se não houver nenhuma peça em falta, então não compre nada. Guarde seu dinheiro até que você descubra do que está precisando!


2. Você as ganhou de presente:


Você já recebeu alguma roupa de presente e não suportou? Bem, você não é o único. Nossa família e amigos podem pensar que nos conhecem como a palma de suas mãos, e então eles trazem um suéter verde com uma estampa de gato e oferecem a você. Bem, talvez eles não te deem realmente um suéter desses, mas compram algo que imaginam ser ótimo pra você, embora não faça seu estilo. Eles também podem te dar algo que não fique nada bem no seu corpo. Esse tipo de erro acontece porque essas pessoas simplesmente não são você. Eles não tem ideia de que você não fique bem com gola V ou que você odeie suas pernas dentro de uma calça skinny. Familiares e amigos geralmente não tem noção de suas preferências. Se você for uma pessoa exigente, então é uma má ideia para qualquer um, que não você, escolher suas roupas. Seria muito mais vantajoso para eles dar-lhe um vale-compras de sua loja favorita. Dessa forma, eles não precisam gastar tempo indo até lá comprar algo que você possivelmente não irá gostar.


3. Você segue as tendências:


Tendências ficam na moda por um minuto, e no outro já estão completamente fora. Se você é uma pessoa que segue tendências, faz parte da sua rotina comprar peças com prazo de validade, porque você nunca sabe até quando elas vão estar na moda. Se lembra das wet leggings? E dos óculos em formato de coração? Eu me lembro de quando todas essas coisas eram usadas pelas pessoas e agora não servem mais. Se você seguiu as tendências, você jogou seu dinheiro fora. Hoje, esses itens são inúteis e você terá de decidir o que fazer com eles. Você pode jogá-los no lixo, doá-los ou deixá-los escondidos no fundo do seu armário até que eles estejam na moda novamente. Se você tem consciência do seu estilo, as coisas nunca sairão de moda para você. Se você não tem um estilo definido, permaneça no básico e evite gastar seu dinheiro com coisas que você só vai usar durante um minuto.


4. Você as comprou há muito tempo atrás:


As pessoas mudam, portanto seu guarda-roupas também precisa mudar. Você não é a mesma pessoa que era há cinco anos atrás. Você amadureceu (assim espero). Se as coisas que você gostava, hoje estão acumulando poeira no fundo do seu armário, é hora de se livrar delas! Se você foi uma gótica quando adolescente e atualmente vive dentro de um escritório, por que ainda guarda seus antigos coturnos no armário? Você certamente não poderá usá-los numa entrevista de emprego ou em um congresso.

Você está sempre evoluindo, então faça evoluir o que tem em seu guarda-roupas. Evite criar problemas para si mesmo!


5. Você se inspira nas pessoas:


Se na hora de escolher suas roupas você se inspira muito em familiares, amigos ou em pessoas que vê por aí, você certamente não irá gostar do resultado de suas compras. Mesmo que você ache lindo o que outras pessoas estão vestindo, não quer dizer que tais peças funcionarão para você. Você precisa conhecer o seu corpo e saber o que fica bem nele. Você precisa descobrir quais cores funcionam melhor para a sua aparência. Durante esse processo, você irá cometer muitos erros e acertos, mas isso faz parte da descoberta. No fim das contas, essas tentativas vão valer a pena, pois você terá um guarda-roupas lotado de roupas que você adora, que caem maravilhosamente bem no seu corpo e combinam com seu estilo. É isso o que importa, afinal você é a única pessoa que usará essas roupas, né?

Eu traduzi e adaptei esse texto. Você pode ler o original clicando aqui.
Alguém aí se identificou com algum dos cinco motivos? Desabafe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário