27 de jan de 2012

Jean Paul Gaultier revive Amy Winehouse

No último dia 25, Jean Paul Gaultier apresentou sua coleção de primavera e, para minha surpresa - ou não, o estilista trouxe às passarelas uma espécie de tributo a Amy Winehouse através de peças que caracterizaram o estilo da cantora.  Neste desfile, Gaultier exibiu uma boa dose de cinturas marcadas, saias lápis e corsets delineando a silhueta, e combinou tudo isso com um pouco de transparência, muito brilho, peças desestruturadas e uma incrível variedade de cores, que também se refletiu nos cabelos. Ainda puderam ser vistas modelos fazendo uso do penteado de Amy, além dos olhos marcados pelo delineador de gatinho e a pinta falsa adornando o rosto.

Se você ficou ansioso pra ver essa coleção, confira as fotos abaixo:







































Depois disso, eu realmente preciso explicar o porquê do JPG ser meu estilista favorito?
Vale comentar que o cabelo da modelo da primeira foto é meu objetivo de vida nesse momento. #cruellafeelings

E vocês, o que acharam da coleção de primavera do Gaultier?
Quero saber a opinião de todos!

25 de jan de 2012

A leveza de um cemitério

Minha obsessão por cemitérios é tanta, que seria um pouco óbvio dizer onde eu quero que seja meu próximo photoshoot. Na verdade, minha queda brutal por eles começou durante o funeral do meu avô, em 2004. Lembro-me de ter ficado a maior parte do tempo fotografando o cemitério e suas melhores sepulturas, e, desde então, comecei a enxergar esse lugar com outros olhos. Se vocês deixarem o medinho de lado, se tornarão capazes de observar a arquitetura e a história por detrás de cada escultura, de cada anjo, de cada epitáfio e passar a perceber as belezas histórica e emocional que um cemitério guarda.

Eu realmente gostaria de me aprofundar nisso e contar sobre algumas visitas despretensiosas que já fiz, mas isso fica pra outra hora. O objetivo desse post é compartilhar alguns photoshoots que encontrei, que trazem o cemitério como locação. Busquei por fotos que fugissem do óbvio (lê-se gótico) e que trouxessem a inspiração fashionista aos ensaios. A chance de tornar uma foto literal em um cemitério é gigante e é exatamente por isso que eu vou tomar as fotos seguintes como inspiração, uma vez que elas trazem leveza e simplicidade, embora feitas em um local intenso por natureza. Vejam só:




































E então, o que vocês acham de cemitérios? Alguém sente medo? Alguém seria corajoso o suficiente para fazer fotos assim?